Notícias

empresa-e-trabalhadores-abandonados-tem-acordo-garantido-pelo-sticc

Empresa e trabalhadores abandonados têm acordo garantido pelo STICC

Sex, 27 de Julho de 2018 15:18

Pouco mais de 10 dias depois do abandono de uma obra da avenida Juca Batista por parte de um empreiteiro contratado pela empresa SPE Empreendimentos – quando cerca de 30 trabalhadores ficaram sem qualquer informação sobre seus empregos, remuneração nem a possibilidade de buscar novas ocupações por não ter como dar baixa nas suas carteiras de trabalho – a empresa responsável, SPE Empreendimentos, veio ao Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias da Construção Civil – STICC para fazer o acerto com os trabalhadores.

O pagamento seria efetuado integralmente. Entretanto, o sindicato verificou alguns erros nos cálculos das rescisões e os trabalhadores acabaram recebendo um primeiro adiantamento e, mais pra frente, receberão o restante. Além disso, a SPE também trouxe ao STICC o empreiteiro responsável pelas obras, que deu baixa nas carteiras. Desta forma, os mesmos podem, desde já, buscar recolocação profissional.

Para o azulejista Luis Fernando Monteiro, 38 anos, conta que, no dia, o consórcio responsável pela obra “simplesmente juntou os documentos e foi embora, sem falar nada sobre a nossa situação. Levantaram e foram embora”. E essa indefinição seguiu por cerca de uma semana, quando a SPE – depois de conversar com o STICC - entrou em contato com os trabalhadores para explicar o que acontecera – o abandono da obra por parte do empreiteiro contratado - informar sobre a baixa nas carteiras e o acordo. “Hoje eles estão pagando uma parte, vão recalcular o acerto e fechar em até quinze dias”, ressalta Monteiro.

“O sindicato está de parabéns. Foram lá, ficaram com a gente no dia. Acompanharam todo o processo e fizeram esta intermediação. Já trabalho em obras faz um bom tempo e eles estão sempre junto com a gente. A gente sai daqui com um primeiro acerto, assinamos um termo e vão recalcular a rescisão e a STE pagará a diferença, no máximo em 15 dias. E este erro foi da empresa, não do sindicato.”, destaca.

Mais uma vez, uma situação foi encaminhada da melhor maneira possível e está próxima de uma solução final em um prazo curto graças à ação rápida e contínua do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias da Construção Civil – STICC. Apenas com uma entidade forte e atuante os trabalhadores terão a segurança de poder contar com esta força neste e em todos os momentos.

Confira as fotos:

TV STICC

Marreta Online

Marreta On-line

Denúncia

Denuncie informações aqui

Colônia de Férias

Colônia de Férias informações aqui