Notícias

em-genebra-sticc-participa-de-manifestacao-contra-mortes-de-trabalhadores-em-megaeventos

Em Genebra, STICC participa de manifestação contra mortes de trabalhadores em megaeventos

Qua, 01 de Junho de 2016 14:34

Com o slogan “Sem mais mortes em nome do esporte”, milhares de representantes dos maiores sindicatos e ONGs do mundo estiveram nesta quarta-feira (01) em Genebra, na Suíça, para dar um basta nos verdadeiros assassinatos de trabalhadores da construção civil. A maioria das mortes ocorre em megaeventos, como Olimpíada e Copa do Mundo. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil (STICC), Gelson Santana, esteve presente no ato em solidariedade às vítimas dos descasos.

Um exemplo desse desrespeito é a Copa do Mundo no Catar que será realizada em 2022. Até o momento está deixando apenas um legado de sangue. Como se não bastasse o escândalo de corrupção protagonizado pela Fifa, o mundial marcado para daqui a seis anos no Oriente Médio está mergulhado em uma trama muito mais grave, envolvendo a morte em massa de trabalhadores em condições de trabalho que beiram a escravidão. Se nada for feito e a média for mantida, a expectativa é que mais de 4 mil pessoas morram até a Copa começar, segundo o relatório da International Trade Union Confederation (ITUC). O dado de 2015 apontava mais de 2 mil operários mortos.

A construção civil e suas atividades paralelas respondem pela grande maioria do trabalho dos migrantes. Os operários da construção costumam ser homens, com idades entre 20 e 30 anos. Em 2014, 279 trabalhadores vindos da Índia perderam suas vidas. Um recorde. Em 2011, foram 239. Em 2012, 237 trabalhadores e em 2013, 241. Em 2015, foram 90 mortes até agora. O número de nepaleses mortos também impressiona: 191 em 2010, 162 nos primeiros meses de 2011, 169 em 2012, de novo 191 em 2013 e um recorde em 2014: 194 mortes. Esses dois países, que supostamente representam cerca de 60% do total da força de trabalho, registram uma média de 400 mortes por ano no total.

STICC representado

O presidente do STICC representa a entidade no congresso mundial da Internacional de Trabalhadores da Construção e da Madeira (ICM). No dia 2 de junho, Gelson participará como observador do evento. Além disso, se reunirá com trabalhadores de todo o mundo durante a Conferência Internacional do Trabalho na sede da OIT e da ONU. O presidente ficará no país europeu até o dia 5 de junho.

Confira as fotos:

TV STICC

Marreta Online

Marreta On-line

Denúncia

Denuncie informações aqui

Colônia de Férias

Colônia de Férias informações aqui