Notícias

-ministro-do-trabalho-visita-o-sticc-e-conhece-o-programa-obra-publica-legal

Ministro do Trabalho visita o STICC e conhece o programa Obra Pública Legal

Seg, 03 de Abril de 2017 13:43

O Ministro do Trabalho e Emprego, Ronaldo Nogueira, esteve na manhã desta segunda-feira visitando a sede do STICC (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil), no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre. Durante o encontro, o presidente do STICC, Gelson Santana, apresentou as instalações da entidade e falou sobre a proposta de implementação do programa Obra Pública Legal. Esse programa, que é uma iniciativa do sindicato, já é lei nas cidades de Porto Alegre e Guaíba. Em reunião com sindicalistas, Nogueira também tratou sobre assuntos políticos.

 

O Obra Pública Legal tem o objetivo de estimular a adoção das melhores práticas nas obras públicas da construção civil; relacionadas ao aumento da segurança nos canteiros de obras e combate à precarização e informalidade do trabalho, além da gestão correta e transparente da aplicação das verbas públicas. “Temos que evidenciar sempre aquelas empresas que se destacam no combate à precarização. Punir as erradas, mas destacar a importância que as boas fazem à sociedade”, disse o líder sindicalista. “O governo federal estudará atentamente esse programa para que a população saiba onde estão sendo aplicados o dinheiro público. Estou aqui para aproveitar as ideias exitosas propostas pelos sindicatos, em especial, o STICC”, afirmou o ministro. Segundo Nogueira, ele é um “ministro sindicalista”.

 

O ministro visitou as instalações do sindicato, que conta com um setor de saúde, além de escola profissionalizante na área da construção civil e da beleza. Nogueira ficou surpreso com as instalações do STICC e os serviços oferecidos dentro da sede. “Fico surpreso ao ver essa excelente estrutura, com médicos, dentistas, psicólogos, entre outros. Tudo por menos de 15 reais. O trabalhador precisa ser bem atendido”, salientou Nogueira. Em média, 700 pessoas passam por mês no departamento de saúde do STICC para tratar de doenças diversas.

 

Nogueira também conheceu o laboratório da construção civil, onde os alunos aprendem na prática os ofícios da profissão. “O Ministério do Trabalho e os sindicatos devem usar os seus espaços para qualificar os jovens e aqueles que querem se reciclar, aprender um novo ofício. Esse é o nosso papel”, afirmou.

 

O ministro do Trabalho afirmou que defende a contribuição sindical obrigatória tanto para trabalhadores como empregadores. Na sua avaliação, a contribuição sindical deve ser obrigatória porque a organização sindical tem que ter uma estrutura para poder atuar. Essa opinião é compartilhada pelo presidente da UGT (União Geral dos Trabalhadores) e presidente dos Comerciários de São Paulo, Ricardo Patah.

Confira as fotos:

TV STICC

Marreta Online

Marreta On-line

Denúncia

Denuncie informações aqui

Colônia de Férias

Colônia de Férias informações aqui