Notícias

ex-funcionarios-da-arnei-quevedo-recebem-pagamento

Ex-funcionários da Arnei Quevedo recebem pagamento

Qua, 19 de Março de 2014 15:56

Após árduo embate, a garantia dos direitos dos ex-funcionários da empreiteira Arnei Quevedo (contradada pela empresa Aceco) foi consolidada. Na manhã desta quarta-feira (19/03), os trabalhadores estiveram presentes na sede do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil (STICC), onde receberam suas ordens de pagamento dos salários em atraso e das quantias referentes à rescisão de contrato.
O grupo formado por 20 pessoas chegou ao STICC por volta das 10 horas. O sentimento entre os presentes era o de preocupação e de desconfiança. Isso porque depois de algumas tentativas frustradas de finalizar a negociação, as contas já estavam batendo na porta e as famílias já estavam passando algumas necessidades. Mais uma negativa, nesta ocasião, poderia ser desastroso para parte dos trabalhadores.
Ainda nesta terça-feira (18/03), muitos dos que estavam no sindicato, participaram da paralisação da obra da empresa, localizada no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, para expressar sua insatisfação quanto a demora do pagamento. Entretanto, para o alívio geral, a espera desta vez não terminou mal e, pouco a pouco, os profissionais foram chamados aos setores de homologação e fiscalização para acertarem as suas situações contratuais. “Ganhamos agora o dinheirinho. Vamos pra casa feliz. Já tem [bastante] conta pra pagar, depois da demora né? Mas bacana mesmo. A família fica feliz, o cara fica feliz”, comemorou o trabalhador Paulo Silva.
Para Alexandre Franco, 40, a atuação do STICC na mediação do caso se mostrou eficiente. “Eu já tive em outras situações parecidas com essa e que procurei um advogado de fora [do sindicato]. Isso aconteceu em 2009. Eu estou até hoje correndo atrás dessas decisões que eu não recebi. Não recebi férias, não recebi nada. E agora to nessa mesma situação só que o sindicato interveio. Uma coisa que está sendo mais rápida. A gente está conseguindo mais resultado. Acho que esse é o lado. A maioria dos trabalhadores da construção civil não tem uma visão ampla do que é o sindicato. Eu também não tinha essa visão e acabei tendo. Agora as coisas começam a melhorar”, refletiu.
É justamente na melhoria diária da vida dos trabalhadores da construção civil, que reside o foco do STICC. Infelizmente, ainda existem casos semelhantes aos dos ex-funcionários da Arnei Quevedo espalhados por muitos canteiros de obra. No entanto, com o esforço de representação, o sindicato tentará fazer com que o final seja igual ao desta ocasião: O trabalhador tendo seus direitos respeitados.

Confira as fotos:

TV STICC

Marreta Online

Marreta On-line

Denúncia

Denuncie informações aqui

Colônia de Férias

Colônia de Férias informações aqui