Notícias

obra-paralisada-trabalhadores-em-condicoes-precarias

Obra paralisada - Trabalhadores em condições precárias

Qua, 03 de Setembro de 2014 15:23

Quatro trabalhadores vindos de São Luís do Maranhão, da empresa Marcos Assmann, seguem de braços cruzados. A partir de uma denúncia feita, a equipe de fiscalização do Sticc dirigiu-se ao local e presenciou diversas irregularidades na obra. A falta de EPI (Equipamento de Proteção Individual), alojamentos precários, locais impróprios para banho, camas improvisadas, são fatores que têm prejudicado o andamento da obra e colocado a vida dos funcionários em risco. “Não possuímos nenhum tipo de proteção, ainda ontem tivemos que trabalhar descalços em uma laje de concreto” completou um dos trabalhadores.
No interior da obra, uma parte do solo cedeu e colocou em risco a vida de um dos operários que estava no local, no momento do acidente. “Precisei de ajuda dos meus colegas para não cair para dentro do buraco”, explicou o obreiro.
Em depoimento, o responsável pela obra afirmou que irá providenciar todos os recursos para o bem estar dos funcionários. A disponibilização de todo o material de segurança de trabalho, melhorias nos alojamentos, instalação de um novo fogão e chuveiro, estão entre as medidas que serão tomadas pelo responsável da construção.

 

Texto: Andrea Pinto Schoeler

Apoio: Deyves Goulart / Estagiário

Confira as fotos:

TV STICC

Marreta Online

Marreta On-line

Denúncia

Denuncie informações aqui

Colônia de Férias

Colônia de Férias informações aqui