Notícias

operarios-param-por-atraso-no-pagamento-e-condicoes-precarias-de-trabalho

Operários param por atraso no pagamento e condições precárias de trabalho

Qua, 24 de Setembro de 2014 09:55

Cerca de 30 trabalhadores suspenderam suas atividades em canteiro da empreiteira Esterla Budianski LTDA – ME (Rua General Rondom, 1099), contratada pela Mérito Construtora, por atraso no pagamento da quinzena e pelas péssimas condições das áreas de vivência e de segurança do local. Os funcionários reclamaram muito, além do atraso constante no pagamento, das condições dos vestiários (um chuveiro para todos), do refeitório muito pequeno e dos desvios de função da maioria dos trabalhadores, que encontravam-se sem o EPIs.
STICC chegou até o local através de denúncia feita pelos operários. “Trabalho há nove meses nessa empresa, o que ele combinou ele paga, só que atrasa sempre. Eu entrei na obra e não houve treinamento. Já cheguei trabalhando e com a minha própria roupa, não ganhei uniforme. A obra está precária, não tem segurança”, relatou o pedreiro Denis Oliveira.
Ainda ontem o pagamento foi realizado. Porém, as atividades continuam paradas porque nenhum dos trabalhadores possui treinamento de NR18 e de NR35.

 

Texto: Andrea Pinto Schoeler

Apoio: Deyves Goulart / Estagiário

Confira as fotos:

TV STICC

Marreta Online

Marreta On-line

Denúncia

Denuncie informações aqui

Colônia de Férias

Colônia de Férias informações aqui