Notícias

sticc-doa-equipamento-medidor-de-stress-termico-para-a-srte-rs

STICC doa equipamento Medidor de Stress Térmico para a SRTE/RS

Sex, 05 de Dezembro de 2014 17:44

Durante o III Seminário de Segurança e Novas Tecnologias na Construção Civil, realizado hoje (05) em Porto Alegre, o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (STICC) realizou a doação de equipamentos medidores de stress térmico à SRTE/RS que serão utilizados no monitoramento das temperaturas nos canteiros de obras, que muitas vezes superam os 40 graus nos meses de verão. O encontro reuniu engenheiros, auditores fiscais da STRE/RS, técnicos e fiscais do STICC para um amplo debate sobre as novas formas e tecnologias de segurança na construção civil.

Coordenador de um dos painéis do seminário, o secretário-geral do STICC, Gelson Santana, destacou a importância e o valor da classe trabalhadora que integra os setores da construção civil. “É nosso dever valorizar o trabalhador da construção civil.Não podemos deixar que os grandes empresários passem por cima dos direitos de todos. Precisamos mudar essa cena, pois o trabalhador merece respeito, dignidade e condições mínimas de trabalho. Não estamos aqui para entrar em conflito com as empresas, estamos aqui para lutar por esta classe que faz muito pela sociedade”.

Os auditores do SRTE/RS, Neviton Nornberg, Humberto Marsiglia, Cláudio Cezar Peres, Sérgio Garcia ministraram palestras sobre diversos temas voltados à segurança no trabalho e adoção de novas tecnologias para a prevenção de acidentes.

A proteção perimetral para construções, que permite isolamento total para a melhor segurança do operário em trabalhos de altura foi um dos destaques. Os palestrantes ressaltaram também a evolução desses equipamentos, ainda pouco explorados no Brasil e a atenção para os chamados EPI’s (Equipamentos de proteção individual).

O auditor fiscal do SRTE/RS, Cláudio Cezar Peres salientou a importância dos equipamentos de segurança, que muitas vezes são utilizados de formas inadequadas ou até incompletos. Ao exibir um pequeno vídeo, fez questão de mostrar que a linha de vida é apenas uma extensão do EPI e que, além disso, o cinto de segurança é um fator fundamental para evitar acidentes. “Precisamos lembrar que a linha de vida não salva o trabalhador de um possível acidente, é preciso estar com o equipamento completo.

Para o vice-presidente do Sinduscon-RS, Rafael Lorenzetti, responsável pela coordenação da mesa na parte da tarde há muita coisa a ser feita. “Temos que trabalhar muito para colocar em prática os estudos apresentados pela manhã”, revelou Lorenzetti.

O III Seminário de Segurança e as Novas Tecnologias na Construção Civil foi realizado pela CPR/RS com o apoio do STICC, Sinduscon-RS, Superintendência Regional do Trabalho no RS e Ministério do Trabalho.

Confira as fotos:

TV STICC

Marreta Online

Marreta On-line

Denúncia

Denuncie informações aqui

Colônia de Férias

Colônia de Férias informações aqui