Notícias

construtora-cfl-utiliza-forca-policial-para-impedir-atuacao-do-sticc-em-canteiro-de-obras-no-jardim-europa

Construtora CFL utiliza força policial para impedir atuação do STICC em canteiro de obras no Jardim Europa

Ter, 07 de Julho de 2015 08:15

No segundo dia de paralisação da obra da CFL, localizada na Rua Hermuth Weimann, nº 90, no Jardim Europa, a equipe do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil foi recebida, às 6h, no portão do canteiro de obras por seis viaturas do Pelotão de Operações Especiais da Brigada Militar. Enquanto isso, o impasse permanece para os 73 trabalhadores que estão há dois meses com os salários atrasados.

“O que o STICC questiona é a necessidade de um contingente tão ostensivo para garantir a entrada dos trabalhadores na obra quando a falta de segurança nas ruas de Porto Alegre é visível. É realmente de se estranhar o esforço que a Brigada Militar fez para defender os bens de uma empresa que não paga os seus funcionários”, ressaltou o presidente do sindicato, Gelson Santana. “O STICC está sempre presente para defender os direitos dos trabalhadores da construção civil que, neste momento, são os principais prejudicados pela atitude que a construtora tomou. São mais de 70 famílias que estão sofrendo com os salários atrasados, sem definição do seu futuro, e, ainda por cima, somos impedidos de atuar devidamente por conta da truculência de uns poucos cidadãos”, declarou Gelson Santana. O sindicato sempre reforça que não proíbe trabalhador algum de entrar no canteiro de obras, apenas conversa com os operários e pede a cooperação de todos para garantir que os direitos sejam cumpridos.

De acordo com o Sargento Fagundes que comandava a operação do POE pela manhã, as ordens para fazer a segurança na entrada do canteiro da CFL vieram diretamente do comando da Brigada Militar.

Após muita negociação, os fiscais do STICC entraram na obra para realizar uma inspeção completa na documentação e estado do canteiro e encontraram mais de dez empreiteiras com problemas. Os trabalhadores foram orientados a paralisar os serviços até que a situação seja regularizada.

Confira as fotos:

TV STICC

Marreta Online

Marreta On-line

Denúncia

Denuncie informações aqui

Colônia de Férias

Colônia de Férias informações aqui