Notícias

presidente-do-sticc-participa-de-reuniao-com-o-comandante-geral-da-brigada-militar

Presidente do STICC participa de reunião com o Comandante-Geral da Brigada Militar

Sex, 10 de Julho de 2015 18:08

As inúmeras intervenções da Brigada Militar nas ações do STICC foram levadas ao Comandante-Geral da BM, coronel Alfeu Freitas Moreira, na quinta-feira (9). A reunião, agendada por intermédio da deputada Regina Becker, foi resultado da denúncia do sindicato envolvendo a ação ostensiva da BM durante fiscalização do sindicato em obra da construtora CFL, no bairro Jardim Europa, na última segunda-feira (06.07).

Na abertura do encontro, o presidente do STICC, Gelson Santana, relatou ao coronel que as ações do STICC visam defender os direitos dos trabalhadores da construção civil e sua segurança. Além disso, o sindicato tem por princípio não interromper vias públicas. “A sociedade não deve ser prejudicada por conta das más práticas dos empresários do nosso setor”, afirmou.

Em relação aos atos da BM, o presidente do STICC destacou que, das 45 paralisações feitas em 2014, 30 contaram com a presença da brigada e em 2015 esse número é ainda maior: das 19 ações do sindicato, 17 contaram com acompanhamento da Brigada Militar. “Precisamos cobrar dos empresários os direitos dos trabalhadores, mas se as empresas continuarem a utilizar a força policial para se defender não temos como fazer o nosso trabalho”, salientou Gelson.

A deputada Regina Becker revelou que ficou muito aflita ao saber das ações da Brigada em relação ao sindicato. “Conheço de perto a história do STICC e sei que essa é uma entidade séria e diferenciada, muito preocupada com os seus mais de 140 mil trabalhadores”, disse. O fato de ter seis viaturas da BM em uma paralisação, impedindo as ações do STICC, é bastante preocupante.

Para o Comandante-Geral da Brigada Militar, coronel Alfeu Freitas Moreira, a narrativa é estranha. De acordo com o coronel, é obrigação da BM fazer acompanhamento de toda e qualquer manifestação que ocorra na cidade, mas nada além disso. “Não é missão da Brigada se envolver em ações trabalhistas nem questões relacionadas a sindicatos. Nossa função é apenas acompanhar e não julgar quem está certo na causa”, revelou. O coronel Alfeu Freitas Moreira afirmou, ainda, que o caso será levado para discussão junto ao Comando de Policiamento da Capital.

Confira as fotos:

TV STICC

Marreta Online

Marreta On-line

Denúncia

Denuncie informações aqui

Colônia de Férias

Colônia de Férias informações aqui