Notícias

sticc-participa-de-ato-contra-a-reforma-previdencia

STICC participa de ato contra a reforma Previdência

Qui, 16 de Março de 2017 09:49

Milhares de pessoas participaram, no início da noite dessa quarta-feira, da marcha que encerrou a jornada de mobilização contra a eeforma da Previdência em Porto Alegre. Segundo estimativa dos organizadores, cerca de 10 mil pessoas participaram da manifestação que partiu da Esquina Democrática e seguiu pela avenida Borges de Medeiros até o Largo Zumbi dos Palmares. O STICC (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil) esteve presente nesse importante ato. Organizada pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, por sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais, o ato de encerramento do dia de luta contra a proposta de Reforma da Previdência do governo Temer exibiu uma unidade inédita até então: além das duas frentes, seis centrais sindicais, dezenas de sindicatos e movimentos sociais.

 

Nos discursos dos representantes dessas forças, “unidade” foi a palavra mais repetida, como condição para derrotar políticas como a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista e também o próprio governo de Michel Temer, definido por todos como “ilegítimo e traidor do povo brasileiro”. Na concentração para a caminhada, na Esquina Democrática, representantes de seis centrais sindicais falaram da importância de manter e ampliar essa unidade para o êxito das lutas políticas que serão travadas este ano.

 

"As reformas do jeito que estão preocupam todos os brasileiros. Ainda mais pelo fato de que as pessoas que votarão essas reformas importantes, que mexerão com o bolso e a vida das famílias, serem as mesmas que estão sendo investigadas pela Operação Lava-Jato. Não há um mínimo de sensibilidade por parte desses políticos", salientou o presidente do STICC, Gelson Santana.

 

Norton Jubelli Rodrigues, da União Geral dos Trabalhadores (UGT), assinalou que os movimentos sociais e o movimento sindical esmoreceram durante um período o que acabou ajudando a gerar o quadro político atual. “Ficamos muito tempo dispersos. A unidade tem que ser retomada e a mobilização de hoje mostra isso. Agora, temos que tratar de construir uma mobilização maior ainda em Brasília, onde esses projetos serão votados”, defendeu.

Confira as fotos:

TV STICC

Marreta Online

Marreta On-line

Denúncia

Denuncie informações aqui

Colônia de Férias

Colônia de Férias informações aqui